• Feira de São Martinho

    Notícias

    Feira de São Martinho

    Ler mais

  • Club Makumba

    A não perder

    Club Makumba

    Ler mais

  • Semana Portimão pela Igualdade

    Notícias

    Semana Portimão pela Igualdade

    Ler mais

12.08.2021

Durante a primeira quinzena de agosto, um grupo de 27 jovens voluntários da Associação Just a Change prescindiu das suas férias e meteu mãos à obra, no sentido de reabilitar três casas de pessoas desfavorecidas do concelho de Portimão, duas localizadas na freguesia da Mexilhoeira Grande e a outra na freguesia de Alvor.

Com uma média de idades na ordem dos 23 anos, os jovens voluntários que participam no Camp In Portimão são de nacionalidades portuguesa, alemã e espanhola, e participam neste projeto ao abrigo do protocolo de colaboração celebrado entre o Município de Portimão e o Just a Change, cuja missão se desenvolve por todo o país sob o lema “Reabilitamos casas, reconstruímos vidas”, e que conta com a parceria do IKEA Portugal para a zona do Algarve.

Nas três intervenções a decorrer no concelho de Portimão até ao dia 15 de agosto, o objetivo é proporcionar melhores condições habitacionais a idosos que vivem em condições de precaridade e padecem de carências económicas comprovadas, alguns com filhos a cargo, assegurando os voluntários todos os trabalhos necessários, nomeadamente em paredes e telhados e ao nível das infraestruturas de saneamento básico e da rede elétrica.

Cabe ao Município de Portimão garantir algum apoio financeiro e questões logísticas como é o caso do alojamento e despesas de alimentação dos 27 jovens participantes nesta missão, sendo o grupo constituído por 15 rapazes e 12 raparigas.

Reconstrução de casa com 120 anos

A vereadora da Câmara Municipal de Portimão com o pelouro da Ação Social e Saúde, Teresa Mendes, acompanhou de perto os trabalhos que decorrem numa casa situada na zona rural do Arão, na freguesia da Mexilhoeira Grande, construída há cerca de 120 anos e onde mora uma idosa acamada e o seu filho, entretanto alojados em casa de familiares até à conclusão dos trabalhos.

O diretor do Camp In de Portimão, João Tavares, explica que a habitação “encontrava-se em muito mau estado, estando a equipa do Just a Change a reforçar as paredes e a substituir o telhado, além da criação de uma casa-de-banho, da instalação de uma bancada de cozinha e da colocação do sistema elétrico e da rede de esgotos, entre outras intervenções, como a criação de janelas e a pintura final do imóvel. Temos aqui oito voluntários, que respeitam um plano de obra e o relatório previamente elaborado sobre questões de segurança, para que tudo corra pelo melhor.”

Projeto promove a cidadania ativa e a solidariedade

Sobre o alcance deste serviço de voluntariado, a vereadora Teresa Mendes explica que a autarquia “tem uma grande dificuldade na ajuda a pessoas com habitação própria, nomeadamente em áreas isoladas, porque a legislação não nos permite intervir, já que se trata de casas particulares. Portanto, esta parceria representa uma grande oportunidade, primeiro porque acabámos por ajudar pessoas carenciadas e que precisam bastante de condições de habitabilidade, de todo inexistentes, e depois porque este projeto envolve jovens e promove a cidadania ativa e a vertente solidária, tão importantes quer para quem recebe a ajuda, quer para quem presta essa mesma ajuda.”

“Trata-se de uma parceria fantástica, porque o investimento autárquico é pequeno, tendo em conta as obras em curso e, se não fosse assim, seria quase impossível criar esta qualidade de vida aos idosos abrangidos”, considera a autarca, para quem “esta magnífica experiência é uma aposta ganha, de repetir para o ano caso haja oportunidade.”

Ao concordar com o vaticínio da vereadora, João Tavares reforça: “Não somos uma empresa de construção, resumindo-se esta atividade, no fundo, à componente humana, pois não só reabilitamos casas, como tentamos mudar a vida das pessoas para melhor. Em causa está a sua reintegração na sociedade, porque muitas delas já há muito se sentem afastadas. O nosso envolvimento, que proporciona um aprendizado humano sem preço, consegue alterar este tipo de comportamentos introspetivos e até criamos sinergias com a vizinhança, sempre pronta a ajudar.”

Do seu ponto de vista, “o balanço desta experiência em Portimão é muito positivo, já que os beneficiários viviam todos em péssimas condições - sentimos que a nossa presença lhes fez uma diferença enorme. Para isso muito contribuiu a Câmara local, que está a ajudar os seus munícipes, sendo merecedora de reconhecimento pela excelente forma como nos tratou nestas duas semanas.”

“Todos têm direito a uma casa digna”

Para Ana Barbosa, responsável pela área da Sustentabilidade do IKEA Portugal, “ações deste género fazem todo o sentido, porque o IKEA acredita que a casa é o lugar mais importante do mundo e que todos devemos ter uma habitação segura e confortável.”

“Infelizmente, essa não é a realidade, mas nós – desta forma – podemos chegar a famílias carenciadas e proporcionar-lhes uma casa digna. Portanto, nada poderia fazer mais sentido à nossa empresa do que contribuir para uma missão que pugne por esse propósito. Assim, e durante este verão, vamos poder apoiar, através do Just a Change de municípios como o de Portimão, um total de 15 famílias no Algarve, o que é muito impactante”, sublinha Ana Barbosa.

Associação já reabilitou mais de 220 habitações

Instituição particular de solidariedade social com amplitude nacional, a associação foi fundada em 2010, tendo reabilitado até ao momento mais de 220 casas e 60 instituições sociais, melhorando as condições de habitabilidade de cerca de 4700 beneficiários em 18 municípios do país, com a colaboração altruísta de, aproximadamente, 5000 voluntários.

“Qualquer pessoa pode inscrever-se no Just a Change, sendo a maioria dos voluntários estudantes universitários, sobretudo das áreas de Medicina, Engenharia, Direito e Letras, que aproveitam o período das férias de verão para darem uma mãozinha a quem mais precisa”, esclarece João Tavares.

Informações complementares sobre o Just a Change podem ser consultadas em: www.justachange.pt/impacto