• 11.ª edição da Rota do Petisco

    Notícias

    11.ª edição da Rota do Petisco

    Ler mais

  • Portugal a Dançar | Workshops

    A não perder

    Portugal a Dançar | Workshops

    Ler mais

  • Semana Europeia da Mobilidade

    Notícias

    Semana Europeia da Mobilidade

    Ler mais

08.07.2021

Intervenção engloba a requalificação do estaleiro da Junta de Freguesia de Alvor e está orçada em mais de 324 mil euros.

A Câmara Municipal de Portimão aprovou recentemente o projeto de construção da futura Casa Mortuária de Alvor e que inclui a requalificação do estaleiro da Junta de Freguesia de Alvor, no valor estimado de 324.389, 45 euros.

O projeto será concretizado junto ao cemitério da vila, em terreno com adequadas condições de salubridade, devido à exposição solar e à boa ventilação, tendo sido levados em conta para a localização da casa mortuária, quer a proximidade ao Cemitério de Alvor, quer a disponibilidade de espaços de estacionamento automóvel, para além dos que serão criados para o efeito, sem esquecer a existência de bons acessos, devido aos arruamentos municipais da zona.

A gestão do espaço será feita de modo a integrar a nova casa mortuária e reformular o estaleiro da Junta de Freguesia local, com a construção de um armazém, numa área total de aproximadamente 1300.00m2, sendo de referir que as construções existentes no estaleiro serão demolidas, assim como parte do muro a nascente do cemitério.

Casa mortuária poderá ter duas salas

A nova casa mortuária terá instalações sanitárias adequadas, zonas de estar interiores e exteriores, com espaços de culto e luto com a privacidade recomendada, assim como condições de acessibilidade para pessoas com mobilidade condicionada, possibilitando esta intervenção que seja promovida uma requalificação urbana mais adequada para a área em causa.

A Casa Mortuária de Alvor, que poderá ser subdividida, desenvolve-se por um único piso, funcionalmente constituído por uma sala de estar, duas instalações sanitárias divididas por sexos e com acessibilidade total, sendo possível aceder diretamente a partir do cemitério, através de uma ligação de acesso condicionado.

Foram projetados oito lugares de estacionamento automóvel, a somar aos já existentes ao serviço do cemitério, onde se incluem lugares para pessoas de mobilidade condicionada.

Intervenção vai resolver atuais deficiências

De referir que, atualmente, as cerimónias fúnebres em Alvor funcionam no espaço exíguo da capela da Misericórdia, em pleno centro da vila, não existindo parqueamento automóvel designado, com as limitações daí resultantes.

Além da insuficiência das instalações, o atual espaço não tem as condições exigíveis para servir os munícipes, seja pela inexistência de instalações sanitárias, seja por se situar numa zona extremamente movimentada da vila de Alvor, integrada num espaço urbano de lazer, onde funcionam diversos estabelecimentos de restauração e bebidas, o que leva os utentes da sala mortuária a ficar totalmente expostos aos ruídos exteriores, sem as mínimas condições de privacidade.

A dificuldade de estacionamento automóvel e a distância relativamente ao cemitério são, de igual modo, razões que recomendam a cessação desta atividade nas atuais instalações.