• Luzes de mil e uma cores dão brilho ao Natal de Portimão

    Notícias

    Luzes de mil e uma cores dão brilho ao Natal de Portimão

    Ler mais

  • Portimão dá palco aos artistas locais

    Notícias

    Portimão dá palco aos artistas locais

    Ler mais

  • Campanha “Eu quero o meu Natal - Eu Escolho Cumprir”

    Notícias

    Campanha “Eu quero o meu Natal - Eu Escolho Cumprir”

    Ler mais

08.10.2020

Dos grandes concertos de piano à stand-up comedy, passando pelo teatro e pela música, o TEMPO – Teatro Municipal de Portimão preparou até final do ano um variado leque de espetáculos. 

 Esta programação surge da importância que o Município de Portimão atribui à existência assídua de propostas culturais diversificadas, adaptadas às novas exigências de segurança e saúde públicas, respondendo à necessidade manifestada pelos espetadores do TEMPO, que desejam continuar a assistir a teatro, dança, concertos e outras manifestações artísticas de qualidade.

No ano em que se assinala o 160.° aniversário do nascimento de Manuel Teixeira Gomes, e a poucos dias da efeméride que assinala a morte do ilustre portimonense, ocorrida a 18 de outubro de 1941, o TEMPO apresenta a partir das 21h30 deste sábado, 10 de outubro, “Last", a mais recente criação de São Castro e António M Cabrita, diretores artísticos da Companhia Paulo Ribeiro.

Nesta nova criação, os coreógrafos elegem a música de Ludwig van Beethoven como fio condutor do ato coreográfico, interpretada ao vivo pelo Quarteto de Cordas de Matosinhos.

“Last” é a última peça de uma trilogia que os dois coreógrafos iniciaram em 2014, com “Play False” e que prosseguiu com “Rule of Thirds” (2016), em que cada criação coreográfica esteve centrada num conceito concreto: primeiro a palavra, depois a imagem e, agora, por último, a música. Os bilhetes custam 12 euros.

 

PROGRAMA 365 PASSA POR PORTIMÃO

No fim de semana seguinte, serão apresentados dois espetáculos com o carimbo do programa 365 Algarve, a começar na sexta-feira, dia 16, quando o Pequeno Auditório receber às 21h30 "Diz-me, António", um espetáculo que se inspira no universo de António Aleixo, num tributo à sua obra, que resultou num projeto que une a dança, a música e o spoken word.

Com produção da Rede AZul – Rede de Teatros do Algarve e coprodução da Arquente – Associação Cultural, esta performance será interpretada por Armando Correia, Carolina Cantinho e Pedro Pinto. Os bilhetes custam 5 euros.

Depois, no sábado, à mesma hora, a pianista russa Kristina Miller, considerada uma das mais notáveis da sua geração, apresenta no Grande Auditório a obra “Petrushka”, de Stravinsky, naquele que é primeiro de dois concertos integrados no 4.º Festival Internacional de Piano do Algarve a ser apresentados até ao final do ano no TEMPO.

Os grandes clássicos do piano regressam a 15 de novembro, às 18h00, com Artur Pizarro, um dos maiores pianistas portugueses da atualidade, que interpretará Albeniz, Debusssy e Ravel.

Os bilhetes para o Festival de Piano custam 25 euros para a plateia e 20 euros para o balcão, havendo desconto de 50 por cento para estudantes (apenas na bilheteira local).

 

HUMOR E HALLOWEEN

No fim de semana de 23 e 24 de outubro o humor e a comédia são reis. Ao “Mal Passado” dos Imperfecthus (dia 23) e “Vou ficar” de Dário Guerreiro (Môce dum Cabréste) (24), juntar-se-ão depois, a 20 e 21 de novembro, os espetáculos “Coisas de Mulheres” de Ana Arrebentinha e “Supremacista Cultural” do Jovem Conservador de Direita, respetivamente. Os quatro espetáculos de stand-up comedy decorrem às 21h30, com bilhetes a 10 euros cada.

O Halloween será celebrado no TEMPO com um concerto de Club Makumba, um dos mais recentes projetos musicais da cena cultural atual. Teve origem na parceria criada entre Tó Trips (Dead Combo, Lulu Blind e outros) e João Doce (Wraygunn), a que se juntam agora Gonçalo Prazeres e Gonçalo Leonardo.


Club Makumba é um exercício livre, espontâneo, experimental e tribalista. O primeiro disco de Club Makumba saiu em abril de 2020 e abriu a janela para uma viagem pelas sonoridades do Mediterrâneo e pela África imaginada, para uma música sem preconceitos e sem fronteiras. Os bilhetes custam 10 euros.

 

BOAS PROPOSTAS TEATRAIS

Novembro inicia com a estreia da peça de teatro ”Fake”, uma criação de Inês Barahona e Miguel Fragata, com produção do Teatro Nacional D. Maria II, que sobe ao palco no dia 6, pelas 21h30.

Pelo quinto ano consecutivo, a Rede Eunice Ageas, projeto de circulação nacional de espetáculos produzidos e coproduzidos pelo TNDMII, parte em digressão pelo país, sendo Portimão é, a par de Portalegre, Cartaxo e Bragança, um dos quatro teatros municipais que, atualmente, compõem esta Rede e que, ao longo da temporada 2020/2021, irão receber a digressão de quatro espetáculos.

“Fake” explora as tensões entre a verdade e a mentira, informação e desinformação, crenças individuais, coletivas e a nossa propensão para acreditarmos nos preconceitos que carregamos. Um espetáculo que gravita em torno da figura de Norma B., uma famosa escritora de romances policiais, em cuja bibliografia se encontra um título curioso: “Como Assassinar o seu Marido”.


Com interpretação de Anabela Almeida, Carla Galvão, Duarte Guimarães e João Monteiro e a participação especial de Beatriz Batarda, Sandra Faleiro ou Teresa Madruga, os ingressos para a peça têm um custo unitário de 10 euros.

O teatro volta ao TEMPO no dia 12, às 21h30, com “Ardente: memorial para Pedro e Inês”, apresentado pela ACTA – A Companhia de Teatro do Algarve.

Nesta produção, a ACTA aborda a tragédia de D. Pedro I e D. Inês de Castro numa tripla perspetiva de novidade: primeira, a narrativa não segue a cronologia histórica dos acontecimentos, pois esta história começa já Pedro e Inês estão nos túmulos; segunda, a história será contada apenas com recurso à imagem e à música, sem recurso à palavra dita; terceira, dirige este espetáculo um dos mais proeminentes encenadores europeus, especialista neste género de realização teatral, o polaco Leszek Mandzik. Os bilhetes custam 10 euros.

 

MÚSICA PARA TODOS OS GOSTOS

A abrir o mês de dezembro, no dia 5, às 21h30, o TEMPO acolhe uma etapa da 26.ª edição do Festival Termómetro.

Fundado por Fernando Alvim, trata-se do mais antigo concurso de música moderna de Portugal. Durante a sua longa história já ajudou a lançar artistas como os Silence 4, Capicua, Alex D’Alva Teixeira, Dj Ride, Noiserv, Ornatos Violeta ou B Fachada. A entrada será gratuita.

Para celebrar o Dia da Cidade, será apresentada às 21h30 de 10 de dezembro a revista à portuguesa “Volta a Portugal em Revista”, que promete quase duas horas de humor.

Será um hino à boa disposição, onde se podem esperar gargalhadas soltas, pensamentos alegres e um contágio de bons momentos. É uma revista atual, onde estará presente a crítica social, a sátira, a emoção e o afeto.

À frente do elenco, António Calvário e Natalina José regressam aos palcos onde se evidenciaram como vedetas do teatro de revista e do panorama musical.

António Calvário, cidadão honorário de Portimão, recriará canções como “Mocidade Mocidade” e “Oração”, mas interpretará também novos temas, enquanto Natalina José dará corpo à vidente Madame Chiça e a uma popular lavadeira. Ao lado destes dois nomes incontornáveis no panorama artístico, integram o elenco jovens talentosos que participaram nos projetos anteriores da produtora: Isabel Damatta, Ricardo Figueira, Raquel Caneca e Sara Inês. A entrada será gratuita.

No dia 12, também pelas 21h30, André Rosinha Trio apresenta o seu trabalho intitulado “Árvore”, que abre caminho a novas experiências, através de temas originais compostos por André Rosinha, concebidos especialmente para João Paulo Esteves da Silva e Marcos Cavaleiro. Este trabalho vive dos momentos de interação entre os membros e explora os conceitos da improvisação individual e coletiva, apresentando influências de vários estilos musicais como o jazz, os boleros, o folk e a música erudita. Os bilhetes custam 10 euros.

A programação de dezembro no TEMPO encerra no dia 19 com o espetáculo de Natal, cujo programa será anunciado oportunamente.

 

Os ingressos podem ser adquiridos na bilheteira do TEMPO, de terça-feira a sábado entre as 13h00 e as 17h30, e nas noites do espetáculo até ao seu início. Estão também à venda online em https://tempo.bol.pt e nos locais habituais aderentes da BOL, como FNAC, Worten, CTT, Pousadas da Juventude, El Corte Inglês, Lojas Note! e Rede Serveasy.

Mais informações em www.teatromunicipaldeportimao.pt ou através dos contactos da bilheteira: 282 402 475 / 961 579 917.